29.12.2018

Evento Verde

Informações

Acerca

A HMS Sports tem assumido, ao longo da sua actividade, um compromisso de evolução e melhoria contínuas que tem incluído a implementação de medidas de redução do impacto ambiental dos eventos desportivos que realiza.

Os eventos desportivos têm implicado a utilização de materiais plásticos e de embalagens em grandes quantidades, que representam um desafio para a recolha e tratamento de resíduos. Mas não só: existem problemas de mobilidade, de emissões de dióxido de carbono e, sobretudo, de educação de trabalhadores, colaboradores e participantes.

Estabelecemos, neste contexto, um plano de sustentabilidade que procurará concretizar medidas de intervenção em quatro áreas ambientais críticas:

  • 1: logística e comunicação
  • 2: mobilidade e transportes
  • 3: redução e reutilização de materiais
  • 4: sensibilização e pedagogia

A responsabilidade de um organizador desportivo como a HMS Sports é garantir que as mensagens transmitidas a esse público, antes, durante e depois do evento, geram um impacto positivo na sociedade.

Importa, além disso, reconhecer que a organização de um evento desportivo tem um impacto ambiental significativo e é possível melhorar e reduzir a pegada ecológica de cada prova. Assim, a HMS Sports pretende constituir um exemplo de políticas ambientais a seguir, procurando, em simultâneo, estar em consonância com uma das maiores preocupações do seu público: o ambiente.

Desenhámos, por isso, um plano de sustentabilidade que prevê um conjunto de medidas concretas para aplicação nos eventos desportivos.

Até ao momento, estas foram as medidas que aplicámos na El Corte Inglés São Silvestre de Lisboa:

  • Produção do folheto promocional do evento em papel reciclado;
  • Redução de 83.000 sacos de plásticos no evento:
    • Sacos que embalavam as t-shirts (12.500 unidades);
    • Sacos que embalavam os dorsais (12.500 unidades);
    • Sacos que embalavam os alfinetes, presentes no kit do atleta (12.500 unidades);
    • Sacos do kit do atleta - kit de partida e meta (23.500 unidades);
    • Sacos de plástico que embalavam as maçãs entregues no kit de meta (11.500 unidades);
    • Sacos que embalavam as mantas térmicas Cofidis (10.000 unidades).
  • Folhetos informativos do evento ( 10 km e Clube Pelicas São Silvestre da Pequenada) em formato digital, poupança de 12.500 impressões;
  • Incentivo à redução de impressão dos folhetos promocionais dos parceiros do evento;
  • Aposta em vouchers eletrónicos.

No dia do evento, estão previstas mais medidas:

  • A Sociedade Ponto Verde disponibilizará estruturas de reciclagem nas zonas de partida e meta, abastecimento e bengaleiro:
    • 12 estruturas: 6 apenas para plástico/metal + 6 para plástico/metal e lixo indiferenciado;
    • Cada estrutura tem capacidade para 4 contentores de 240, 340 ou de 360 lts.
  • Utilização de contentores diferenciados para promoção de reciclagem e separação do lixo no local de partida e meta;
  • Utilização de carro elétrico como carro relógio da prova;
  • Utilização de carros elétricos pela organização antes do evento;
  • Utilização de pimenteiros públicos;
  • Incentivo à utilização dos transportes públicos por parte da organização e atletas.
  • A Sociedade Ponto Verde terá no evento promotores mochileiros a incentivar a reciclagem na Praça dos Restauradores Restauradores e no Rossio.
  • A Câmara Municipal de Lisboa, também terá contentores diferenciados na partida e meta + bengaleiro + abastecimento:
    • 50 contentores de 340L na Praça dos Restauradores
    • 10 contentores de 340L na Praça do Rossio
    • 16 contentores de 340L no local de abastecimento